Atendimento Clínico - Adultos

 

O contato inicial:


Tomada a decisão de buscar o auxílio de um profissional da psicologia, o adulto / paciente interessado no atendimento clínico psicológico deve entrar em contato com o terapeuta, através do telefone da clínica de psicologia, para agendamento de uma entrevista.


Atualmente, dadas as modificações na forma de comunicação e interação humana, geradas pela tecnologia e pela internet, é comum que a pessoa interessada nas sessões de terapia entre em contato com o psicólogo através do e-mail.


Esta forma de contato é perfeitamente possível num primeiro momento, mas não irá substituir a necessidade de um encontro feito pessoalmente, já que o material de trabalho do terapeuta parte da experiência emocional, experiência esta que dificilmente será captada utilizando-se meios digitais de comunicação.


A entrevista inicial:


Nesta(s) entrevista(s), o psicólogo irá conhecer pessoalmente o paciente interessado no trabalho terapêutico bem como os motivos pelos quais ele busca auxílio. Este é um momento fundamental do processo, já que uma boa avaliação feita na entrevista poderá evitar alguns maus entendidos ao longo do processo.

 

Dentre os objetivos da entrevista estão a avaliação do modo de funcionamento da personalidade do entrevistado, indicação ou não para uma psicoterapia psicanalítica, possibilidades de arcar com um tratamento de longo prazo e nas modalidades propostas pela Psicanálise, etc.


Ao final da entrevista, caso haja indicação para psicoterapia psicanalítica, o psicólogo explicará à pessoa interessada como funciona o processo bem como as “regras do trabalho”, que serão fundamentais para o andamento do mesmo.


O contrato de trabalho:


O “contrato de trabalho” é feito verbalmente pelo psicólogo ao final da(s) entrevista(s), uma vez feita a escolha conjuntamente pelo início do trabalho. Consiste na explicitação das "regras" do jogo para que a psicoterapia possa ocorrer de forma satisfatória.


Muitas pessoas não sabem, mas, para que um bom trabalho possa ser feito pelo psicólogo, sobretudo na abordagem psicanalítica, é muito importante que o paciente compareça no consultório algumas vezes por semana (a frequência pode variar de duas a cinco vezes).


Outras questões que são acertadas no contrato são: dias e horários dos encontros (fixos), valor das sessões, data e forma de pagamento, faltas do paciente, férias do terapeuta e uso do divã.


As sessões:


Definidos os dias e horários dos encontros, as sessões sempre terão duração de cinquenta minutos. Nestas sessões, é solicitado que o paciente se deite no divã e faça associações livre de ideias.


Está iniciado o processo psicoterápico que, via de regra, dura alguns anos, mas que pode oferecer ganhos permanentes para a dupla e para o crescimento da personalidade do paciente.


Muitas pessoas que procuram o método psicanalítico se questionam sobre a necessidade do cumprimento das regras de trabalho e sobre o alto custo, financeiro e emocional, solicitado em uma análise.


E eles estão certos! A questão é que não há possibilidade de desenvolvimento e expansão da mente sem que haja a ampliação da nossa capacidade de suportar frustrações e de tolerar a realidade.


Vale ressaltar que atualmente grande parte das formas de sofrimento mental vivenciada pelas pessoas se deve à impossibilidade das mesmas de tolerarem a realidade e de suportarem frustrações.


Nesse sentido, a Psicanálise não se propõe a ser um “método curativo”, com ênfase nos sintomas. Trata-se muito mais da proposta de uma nova forma de ser e estar no mundo – suportando dores, frustrações e limites que são inerentes à nossa condição humana.


Publicidade On-line em Ribeirão Preto
  Marketing Digital

Consultório de Psicologia em Ribeirão Preto - São Paulo

Avenida Califórnia, 707 Sala 21 - Jardim Califórnia - CEP 14026-140

(16) 3024-1686


   Valid CSS!